C.L Salvaro

Fachada

O artista plástico Cleverson Luiz Salvaro ou C.L. Salvaro, como é conhecido, estreiou  no museu coma exposição “Fachada”. O trabalho aborda os territórios e as espacialidades relacionando as tramas da memória, o patrimônio cultural e as ressignificações típicas do tempo presente.

Com uma instalação site-specific, o artista recria a fachada do próprio Memorial Minas Gerais Vale e a relaciona com o atual prédio da Secretaria de Estado da Fazenda. A dimensão simbólica dos prédios, a questão da memória e os atuais processos de desterritorialização, típicos da contemporaneidade, são acionados pela obra.

Natural de Curitiba, o mestre em artes visuais vive e trabalha na capital mineira.

1/2